16 de outubro de 2012

{Aventuras por aí} Buenos Aires



Sempre que viajo, não me contento em conhecer apenas aquilo que é turístico, pois, para mim, viajar é mergulhar na cultura de um local através da arquitetura, da culinária, da historia e do modo de viver daquele país ou daquelas pessoas. Por que não ir além do interesse comum e descobrir nossos próprios “pontos turísticos”? Adoro freqüentar os lugares que os moradores freqüentam, comprar onde eles compram, andar sem rumo e descobrir ótimas lojinhas escondidas, entrar em um restaurante sem pretensão alguma e ter uma das melhores refeições da minha vida.  Fico realizada quando faço isso e esse é o motivo que me fascina e me faz sempre querer viajar mais. Claro que tem coisas que não podemos deixar de fazer em uma viagem como, por exemplo, ir à Paris e não subir na Torre Eiffel. Sim, eu fui e subi...lógico! Por outro lado, evito city tours, talvez por achar tudo muito distante e impessoal...

E como conhecer a cultura de um lugar é também conhecer sua comida, hoje o post não trás nenhuma receita, mas sim algumas dicas bacanas e descobertas durante minha viagem pela querida Buenos Aires. Voltei bastante inspirada pela confeitaria argentina então, não se preocupem que logo vem post com receitas por aí...e argentinas (como no!)  

Desta vez, optei por ficar hospedada em apartamento e, por causa disso, não tive a mesa farta (e muitas vezes decepcionante) de um café da manhã de hotel. Ficando em apartamento tive a oportunidade de tomar café cada dia em um lugar diferente, afinal, não faltam ótimas cafeterias em Buenos Aires. Só achei o café portenho caro demais. Uma xícara de café simples (por sinal, às vezes um pouco fraco e muito tostado...) custa em média 12 pesos (6,00 reais). Um absurdo!

Escolhi 2 opções bem diferentes para dividir com vocês:
b-Blue – uma mistura de cafeteria e deli que serve um tipo de menu du jour do café da manhã (bem comum nas terras de lá). Pedi a opção com medialuna, café, geléias e suco de laranja.


Panaderia Las Familias – a boa e velha “padoca” com diversas opções de pães (maioria doces) quentinhos recém-saídos do forno e uma xícara de café no balcão, em pé mesmo. A simplicidade e o sabor me conquistaram...adorei. Esse pãozinho da foto, cujo nome não sei, foi o melhor!



Almocei em vários lugares deliciosos, mas não tenho como falar de todos eles aqui. Escolhi um que foi o mais marcante, o Croque Madame. São 6 espalhados pela cidade e optei por um que fica no Museu de Arte Decorativa. Sugestão: se o dia estiver lindo (como estava naquela ocasião) sente-se lá fora, tome uma taça de vinho e peça um croque, claro! É enorme e muito saboroso. O ambiente é DELICIOSO!



Croque de Pollo - com cogumelos e presunto cru
Ir a Buenos Aires e não comer bife de chouriço é tarefa quase impossível para os não vegetarianos como eu, já que a maioria dos restaurantes tem este prato no cardápio. A carne é bem diferente da nossa, mais macia e suculenta. Adoro! Entre um bife de chouriço e outro deixo 2 sugestões que mais me agradaram: 

Calden Del Soho (Honduras 4701 - não achei o site) – Descobrimos este restaurante por acaso. Chegamos tarde da noite de viagem e ele ficava na esquina do nosso apartamento, achamos bonitinho e resolvemos comer ali mesmo. Foi uma agradável surpresa!!! Ambiente aconchegante, atendimento excelente e carne deliciosa. O lugar é freqüentado por, na maioria, portenhos. Depois de comer lá, descobri que o local já recebeu várias boas indicações dos guias gastronômicos locais.

(Por isso que digo que às vezes é bom seguir os instintos e procurar nossos próprios lugares! rs)



La Cabrera – este é um restaurante mais “badalado” e conhecido pelos turistas. Como li muitos comentários bons a respeito, fiz questão de incluir na lista de comilanças da viagem. O restaurante é mesmo excelente, a carne, um espetáculo! Só um problema: não vá sem reserva e chegue pontualmente no horário. Fiz reserva do Brasil e por 3 minutos (sim, 3 minutos) de “atraso” tive que ficar na fila de espera. Mas os “deuses do bom humor das férias” estavam comigo e acabei encarando esta situação (ridícula) numa boa. Valeu a pena.

- Neste dia esqueci a máquina!! :( 


Durante minhas andanças pela Recoleta descobri uma lojinha de delícias que é um charme:  o The Pick Market. Um tipo de mini-mercado gourmet que você entra e esquece do mundo. Saí com uma sacolinha de geléias, temperos e algumas medialunas. Imperdível para quem estiver batendo perna por ali...



Não dá para ir à Buenos Aires e não experimentar as guloseimas amadas pelos argentinos (e turistas!) como o doce de leite, o sorvete e o alfajor. Existem diversas marcas de excelente qualidade, mas os meus preferidos são: doce de leite Vacalin, alfajor Cachafaz e sorvete Persicco e, neste caso, saia do clássico doce de leite e experimente novos sabores como o de Creme de Mascarpone com Framboesas. Comeria quilos de uma só vez!


Em breve farei outro post sobre a 2ª parte da viagem: Montevideo.

Hasta la vista =)

9 comentários:

  1. Quantas delícias...adorei seu roteiro gastronomico.
    Beijinhos...
    Gi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitas delicias que já deixaram saudades...
      Bjos
      Tania

      Excluir
  2. Que delícia! Fui a Buenos Aires quando criança e nunca mais... Preciso voltar!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andrea, eu já conhecia a cidade, mas cada viagem é diferente né?! Conhecemos outros lugares, outros sabores...enfim, sempre uma nova descoberta =)
      Bjs
      Tania

      Excluir
  3. Estive lá apenas uma vez e certamente ficaram lugares por conhecer. Mas estou com você nessa busca por explorar ao máximo o que o lugar tem a oferecer. Isso vale para pequenas ou grandes cidades. Quanta riqueza cultural há no mundo!!! Adoro tudo isso.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gina, eu já conhecia Buenos Aires, mas cada viagem é diferente né? Eu se pudesse passava a vida viajando..rs. AMO!
      bjos
      Tania

      Excluir
  4. Oi Tania
    Buenos Aires é uma cidade maravilhosa mesmo, me senti super em casa. Aliás, meu hotel era quase em frente ao Pick Market, uma graça de lugar. Belas fotos.
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sandra!
      Que legal que vc conhece o Pick Market! Eu achei uma graça, além de ser cheio de coisinhas de comer diferentes (coisa que quase não gostamos não é?! rs)
      Bjos
      Tania

      Excluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir